domingo, 18 de março de 2012

Hoje


Amo meu cabelo enrolado
meu rosto desformado
os poucos amigos que tenho
amo o meu amor
Amo o tempo
o sorriso que se abre ao vento
o calor de um abraço e 
a seriedade da situação
Amo sem culpa alguma de amar
quero tudo perfeito
sem nada pra igualar
Amo a luz que ilumina o rosto no fim da tarde
e o escuro que liberta a alma
o motivo que me faz acordar
Amo a voz que quero escutar
e os motivos que me fazem lutar
por algo melhor, por um mundo melhor.
Amo a perda que me faz valorizar
e o ganho que me presenteia
As dificuldades que exigem superação
alguns movimentos sem razão
e a vida a se construir
O futuro a se precipitar
Amo poder chorar e rir
as vezes ao mesmo tempo.
Amo poder olhar e saber que tenho passado
viver este presente e 
poder construir aquele futuro feito de 
circunstancias
É fácil amar...

2 comentários: